Strict Standards: Only variables should be assigned by reference in /home/revistat/public_html/lib/canal/modulo.php on line 239

Strict Standards: Only variables should be assigned by reference in /home/revistat/public_html/lib/canal/modulo.php on line 239

Strict Standards: Only variables should be assigned by reference in /home/revistat/public_html/lib/canal/modulo.php on line 239

Strict Standards: Only variables should be assigned by reference in /home/revistat/public_html/lib/canal/modulo.php on line 239

Strict Standards: Only variables should be assigned by reference in /home/revistat/public_html/lib/canal/modulo.php on line 239

Strict Standards: Only variables should be assigned by reference in /home/revistat/public_html/lib/canal/canal.php on line 514
você está aqui: » Noticias 

Exame PET Scan

Você já ouviu falar no exame chamado PET Scan?

Camila Cruz - em 03/05/2012, 19h08
foto
Foto: thinkstockphotos.com


Trata-se do mais moderno equipamento que ajuda a localizar a presença de tumores ativos ou indícios de câncer no paciente. E não é só isso: as áreas de neurologia e cardiologia também utilizam essa nova tecnologia para diagnosticar outras sérias doenças no corpo humano. O PET Scan, também conhecido como PET/CT (Positron Emission Tomography), é um tipo de diagnóstico por imagem que permite avaliar funções importantes do corpo, tais como o fluxo do sangue, o uso do oxigênio e o metabolismo do açúcar (glicose), auxiliando os médicos na avaliação do funcionamento de órgãos e tecidos.

Especialmente nos casos de câncer o aparelho está sendo crucial, já que a detecção exata de anormalidades no funcionamento do corpo tem revolucionado o tratamento contra a doença. Um dos casos mais conhecidos pelos brasileiros é o do ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva, que descobriu no ano passado o câncer de laringe graças ao exame PET Scan, utilizado pela equipe médica para o acompanhamento regular do seu estado de saúde.

Para se ter uma ideia da precisão do aparelho, a cada 100 casos examinados, 95 são diagnosticados corretamente. Os resultados ficam prontos em meia hora, e nas máquinas ainda mais novas, em apenas 15 minutos. Especialistas explicam que a aplicação desse tipo de tecnologia não só melhora o resultado final dos pacientes como também reduz custos, pois evita tratamentos errados e até desnecessários.

O PET Scan permite analisar o corpo por inteiro, sem que o paciente seja submetido a maior exposição radioativa. Essa nova tecnologia diferencia tumores benignos de malignos, determina a fase do câncer e monitora o resultado do tratamento. A Sociedade Brasileira de Medicina Nuclear explica que a partir desse procedimento o médico é capaz de decidir com segurança e rapidez como será o tratamento, e se a opção certa é ou não a cirurgia.

Em média, o custo do exame é de R$ 3,5 mil, e há quase dois anos os planos de saúde são obrigados a oferecer o acesso a essa nova tecnologia para os contratos assinados a partir de 1999. Porém, a Agência Nacional de Saúde Suplementar (ANS) esclarece, por meio da Resolução Normativa 211, que os planos de saúde são obrigados a permitir o exame apenas para três tipos de câncer: o de pulmão, do intestino e linfoma. Hoje, apenas dez hospitais e laboratórios particulares em todo o Brasil têm o aparelho para realizar o exame. Já na rede pública, segundo o Ministério da Saúde, o equipamento está em fase de testes em duas instituições: no Hospital INCOR, em São Paulo, e no Instituto Nacional do Câncer José de Alencar (INCA), no Rio de Janeiro.

Fases do tratamento

No caso específico do câncer, o exame PET Scan é de extrema importância do início ao fim do tratamento contra a doença, pois com o procedimento é possível:

• Detectar se há tumores cancerígenos.

• Determinar se o câncer se espalhou pelo corpo e o quanto (metástases).

• Avaliar a eficácia de um determinado tratamento.

• Diagnosticar se o câncer retornou após o tratamento.

feeds facebook twitter google+ canal do youtube

Revista Total Saúde

Rua: Alberto Néder, 328

Sala 35 - Centro Empresarial Alto do Prosa

Cep - 79002-160 Campo Grande/MS

Telefone:
(67) 3313-6200 / 3313-6201